BLOGS DO PORTAL OESTE NEWS

quinta-feira, 25 de março de 2010

GARRAFAS COM AREIAS DA PRAIAS DE TIBAU


Na definição do escritor e pesquisador potiguar Veríssimo de Melo, "Talvez a mais original de todas as manifestações da arte popular no Rio Grande do Norte seja o enchimento de garrafas com areias da praia de Tibau. Verdadeiras obras de arte, pelos seus desenhos, distribuição e variedade de cores, essas garrafinhas são muito estimadas como elementos decorativos. Vendidas nos mercados e feiras do Estado, representam sugestiva curiosidade para visitantes ou turistas, que nunca as dispensam como lembrança da nossa terra".
As areias eram retiradas das dunas, que estão bem à vista, diante da praia. São areias siltosas, às vezes argilosas, impregnadas de sais de ferro. Encontram-se também areias com minerais pesados (biotita, ilmenita, etc.), que são as de cores escuras. Suas variedades de cores são impressionantes, subindo a vinte e cinco tonalidades
Os artesãos que trabalham na confecção das garrafas, hoje uma atividade que se estende também aos vizinhos Grossos (RN) e Icapuí (CE) e que já não utilizam a matéria prima original, por escassez, aprenderam a técnica de enchimento ao longo dos anos, com seus familiares, e logo se aperfeiçoaram. Até bem pouco tempo essa atividade artesanal era unicamente desenvolvida pelas mulheres.
A técnica de enchimento das garrafinhas se inicia com diversos pacotes de papel, contendo areias de várias cores. O artesão senta-se no chão, pondo de lado uma garrafa branca, vazia, (tipo vinho branco), e um arame um pouco maior, talvez de uns quarenta centímetros, de ponta curva. Inicialmente, apanhou um punhado de areia alaranjada, com a mão direita, e despejou-a, lentamente, pelo gargalo da garrafa.
Munido do arame, começa a fazer uma série de movimentos por dentro da garrafa, em sentido circular. Após delinear o primeiro desenho, coloca novo punhado de areia e repetiu o mesmo desenho. Seguiram-se, então, nove cores ao todo, nesta ordem: alaranjada, branca, preta, marrom, grená, cinzenta, roxa e rósea. Em meia hora ou menos concluiu o seu trabalho, enchendo uma garrafa de litro, dividida em doze camadas de areia, com idêntico desenho.
Não escolhe motivos artísticos arbitrariamente. Outro detalhe de técnica interessante é a distribuição de cores nas garrafas. Também não é feita à vontade. Obedece a um padrão tradicional: cor clara, de início, e cores mais escuras em seguida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
SUBTENENTE PM DA RESERVA REMUNERADA DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. PASSEI POR TODAS AS GRADUAÇÕES DA PM, DESDE SOLDADO ATÉ SUBTENENTE. DURANTE MEUS 30 ANOS DE ESTADO EFETIVO TRABALHEI EM 18 CIDADES, EXERCI AS FUNÇÕES DE COMANDANTE DE DESTACAMENTO, COMANDANTE DE PELOTÃO, TESOUREIRO, DELEGADO DE POLÍCIA NOS MUNICÍPIOS DE APODI, DR. SEVERIANO, FELIPE GUERRA, ITAÚ, RODOLFO FERNANDES, GOVERNADOR DIX-SEPT ROSADO, TENENTE ANANIAS, MARCELINO VIEIRA E SEVERIANO MELO.NOS DESTACAMENTOS, PELOTÕES E COMPANHIAS SEMPRE EXERCI A FUNÇÃO NA BOROCRACIA, DAÍ APRENDI A ELABORAR TODOS OS TIPOS DE DOCUMENTOS POLICIAIS MILITARES; COMO DELEGADO DE POLÍCIA E ESCRIVÃO DE POLÍCIA INSTAUREI MAIS DE 300 INQUÉRITOS POLICIAIS, ALÉM DE TER SIDO ESCRIVÃO EM VÁRIOS INQUÉRITOS POLICIAIS MILITARES, INQUÉRITOS TÉCNICOS E SINDICÂNCIA, ASSIM SENDO, APRENDI A INSTAURAR QUAISQUER PROCEDIMENTOS INVESTIGATIVOS POLICIAIS MILITARES. PORTANTO, NA MEDIADA DO POSSIVEL VOU LEVAR MEU CONHECIMENTO ATÉ VOCÊ, ATUAIS E FUTUROS POLICIAIS MILITARES, AGENTES DE POLÍCIA, ESCRIVÃO DE POLÍCIA E BACHAREIS. CONFIRA...